Imprimir esta página

Pai Nosso Fadista

Letra: Daniel Gouveia

Música: Popular (Fado Menor)

Guitarra: Luís Petisca.   Viola: Armando Figueiredo.   Viola Baixo: Filipe Vaz da Silva

(CD Até Sempre, Sr. Fado, Faixa 9, Companhia Nacional da Música, Lisboa, 2014)

 

PAI NOSSO FADISTA

 

Pai Nosso que estais no Céu,

santificado e bendito,

seja o vosso nome um grito

da alma de quem sofreu.

Venha a nós, suplico eu,

o Vosso reino imortal.

E seja feita, afinal,

Vossa vontade infinita,

assim na terra aflita

como no Céu divinal.

 

O pão nosso que ganhamos

em cada dia, inseguro, 

nos dai hoje e no futuro,

a nós e a quem sustentamos.

E se, por vezes, pecamos,

com toda a Vossa bondade    

perdoai-nos a maldade

e até as nossas descrenças.

Perdoai nossas ofensas

e a nossa leviandade,

 

assim como perdoamos

a quem nos tem ofendido.

E se este fado sofrido

é oração que rezamos,

porque muito Vos amamos

como manda a Santa Igreja,

em tentação malfazeja

jamais nos deixeis cair.

Livrai-nos do mal por vir,

Senhor meu Deus, Assim Seja.