ALCUNHAS - Génese e Importância da Caricatura Verbal

“As alcunhas têm persistido, com a mesma vitalidade, desde Homero aos nossos dias. Funcionam como uma máscara que a sociedade coloca aos seus membros – são caricaturas verbais. Livres, imprevisíveis, constituem uma virtualidade do discurso que paira sobre todos nós, à espera de concretização.”

(Texto da contracapa)

Estudo linguístico sobre a origem, motivação e classificação das alcunhas, realizado em 1965 para a cadeira de Linguística Portuguesa II, regida por Jacinto do Prado Coelho com assistência de Peral Ribeiro. Este assistente quis publicar o trabalho, mas a sua morte prematura fez com que ficasse na gaveta, saindo esporadicamente para palestras ou fotocópias a interessados no tema. Proposto à Hugin, e depois de submetido ao parecer de especialistas que consideraram não ter perdido actualidade, foi editado 38 anos depois.

Informação Adicional

  • Autor: Daniel Gouveia
  • Editor: Hugin Editores
  • Ano Edição: Novembro de 2003
  • Nº Páginas: 50
  • Idioma: Português

voltar ao topo